Retirar a Copa de Curitiba depois de tudo o que já foi gasto é uma atrocidade com o povo do Paraná

Hoje é um dia decisivo para saber qual será o destino da Arena da Baixada para a Copa do Mundo de 2014. A obra é uma das mais atrasadas e está ameaçada de ficar de fora das sedes do Mundial. Mas, segundo o jornal paranaense Gazeta do Povo, fontes ligadas ao governo estadual dão como certa a participação da Arena da Baixada como um dos 12 estádios da Copa do Mundo no Brasil. De acordo com o diário, o governador Beto Richa teria recebido um telefona na noite de segunda-feira confirmando a manutenção da sede.

Segundo o jornal o Estado de São Paulo, o Estado do Paraná teria conseguido um empréstimo de R$ 250 milhões, dos quais R$ 65 milhões seriam utilizados para acelerar a conclusão das obras da Arena da Baixada, estádio do Atlético-PR.

“O governo estadual, o municipal e o Atlético Paranaense vão dar à Fifa as garantias de que haverá recursos, por isso não creio que seja problema”, afirmou na manhã desta terça-feira (18/2) Mario Celso Cunha, Secretário Extraordinário do Paraná.

“Fizemos até mais do que a FIFA pediu. Vamos ser mantidos na Copa.”, concluiu o confiante Mario Celso Cunha.

Curitiba foi escolhida para ser o palco de quatro partidas do Mundial: Irã x Nigéria (16/06, às 16h), Honduras x Equador (20/06, 19h), Espanha x Austrália (23/06, 13h) e Argélia x Rússia (26/06, às 17h).

O anúncio oficial sobre a permanência ou não de Curitiba como uma das cidades sedes sairá às 15h, quando o Secretário Geral da FIFA Jérôme Valcke dará uma coletiva de imprensa em Florianópolis de acordo com o laudo do especialista em arquitetura Charles Botta.

O suíço Botta, que não é funcionário da FIFA,  mantém uma relação amistosa com a entidade e é amigo pessoal de Joseph Blatter.

No final de janeiro Valcke deu um “ultimato” para a participação de Curitiba, que culminou na coletiva de hoje: “Em 18 de fevereiro vamos ver o que está sendo feito. Depois temos de ver o que pode ser feito até a data mais afastada possível do dia 16 de junho (data do primeiro jogo na Arena da Baixada na Copa). A partir de hoje, vamos trabalhar em vários níveis e haverá uma fiscalização diária do COL e da Fifa”, afirmou o representante da FIFA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s